sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Mortalidade no Brasil (2004)

Conhecendo dados da mortalidade o estado pode planejar ações para combatê-la e a sociedade pode cobrar essas ações do governo.
- mortalidade = 8,5 %0
- doenças não transmissíveis = 70 %
- doenças transmissíveis = 19%
-causas externas = 11% (homicídios, suicídios, acidentes). 70 % dessas mortes tem entre 15 e 29 anos e 80 % delas são de homens.
- 52000 crianças morreram em 2008 (4,8%) a maioria por causa da pobreza.
- em 1980 25% dos óbitos ocorrem depois dos 69 anos. Em 2008 foram 44% o que significa aumento da longividade e envelhecimento da população.
- 30 % dos óbitos ocorrem por derrame, infarto, hipertensão e doenças do aparelho circulatório.
- o nível de pobreza baixou 25 % (1990) para 5 % (2008) onde 27 milhões de brasileiros deixaram o grupo dos extremamente pobres (menos 1,25 dólar/dia)
- tabagismo -1m 1989 35 % da população fumava. Hoje, caiu para 15 %, reduzindo as mortes por doenças respiratórias e cardiovasculares.
- 83 % dos homicídios ocorrem em apenas 10 % das cidades brasileiras.
- 72 % dos assassinatos são por tiro
- 16 % por facadas
- 5 % por objetos contundentes 5 % por outras causas
- 1 % por enforcamento
GASTOS MILITARES (EM 1,6 TRILHÕES DE DÓLARES)
EUA = 42,8
CHINA = 7,3
REINO UNIDO = 3,7
FRANÇA = 3,6
JAPÃO = 3,3
ARÁBIA SAUDITA = 2,8
ALEMANHA = 2,8
ÍNDIA = 2,5
ITÁLIA = 2,3
RESTANTE DO MUNDO = 25,4%
ETNIAS NO IRAQUE:
60 % árabes e xiitas
20 % por sunitas
15 % por curdos
5 % por outros
VULCÕES:
450 ativos – a maioria se localizam entre as placas tectônicas,
80 % ficam no cinturão de fogo do pacífico e 90 % dos tremores ocorrem nessa área.
USO DE NERGIA NUCLEAR
EUA – 32 %
França – 17 %
Japão – 6 %
Rússia – 6 %
Brasil – 0,52 %
ARSENAL ATÔMICO (em ogivas)
EUA -5.113
Rússia – 7.200
França – 320
Reino Unido – 225
Israel – 50
Paquistão- 70
Coréia do Norte – 12
ENRIQUECIMENTO DE URÂNIO
2,5 5 % a 5 % - combustíveis para usinas
20 % - combustíveis para submarinos e uso medicinal
+ 90 % - combustível para bomba atômica

Para saber mais leia: Atualidades vestibular – editora Abril

Nenhum comentário:

Postar um comentário